Articulando a cidade global e a cidade justa: o Grand Paris Express e a “Terceira grande revolução urbana” de Paris

Maria Castro, Maria Castro

Resumo


Encontra-se em curso, em Paris, a construção do Grand Paris Express (GPE), uma rede subterrânea de metrôs automáticos com mais de 200 km de extensão, incluindo 68 novas estações. O GPE deverá contornar a capital pela periferia, complementando o sistema de eixos centrípetos existentes que, até o momento, se organizam de forma radial. O objetivo é a construção de uma cidade sustentável, seja do ponto de vista econômico - por meio do posicionamento de Paris como centro econômico global - seja do ponto de vista social - por meio de propostas para a melhoria do quadro de vida dos habitantes e para a correção das desigualdades territoriais. O presente artigo apresenta o projeto e procura situá-lo nas discussões que suscita, em torno de temas tais como sustentabilidade, governança, gestão de impactos, entre outros, que se articulam entre dois polos: eficiência e equidade.

Palavras-chave: mobilidade urbana; Grand Paris Express; Cidade Global, Cidade Justa, sustentabilidade urbana.

 

http://dx.doi.org/10.17127/got/2018.15.004

 

Data de submissão: 2018-07-30

Data de aprovação: 2018-12-13

Data de publicação: 2018-12-30

 


Texto Completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Entidades Patrocinadoras